O mundo do futebol tem rivalidades saudáveis. É o caso da que se verifica entre Cristiano Ronaldo e Lionel Messi.

Depois há outras que são altamente tóxicas, como é o caso da que é vivida entre Neymar e Álvaro González.

Em setembro, o duelo entre os dois no Parque dos Príncipes fez faísca, com o brasileiro a ser expulso depois de se pegar com o francês. O clima de crispação saltou do campo para as redes sociais, com Neymar a acusar de racismo o adversário e há menos de um mês os dois voltaram a protagonizar uma «animada» discussão no Twitter que se prolongou até de madrugada.

Ora, neste domingo Neymar começou no banco de suplente e foi a jogo aos 65 minutos. E nem foram necessários dois minutos para que os dois reeditassem o duelo. O internacional brasileiro ultrapassou o espanhol no flanco esquerdo e por pouco não foi atingido em cheio pelos pitons de Álvaro González num lance em que, pelo histórico entre os dois, pode não ter sido tão casual quanto isso.

O lance prosseguiu, com Neymar a cair depois na área do Marselha perante a proximidade do jogador da ex-equipa de Villas-Boas, mas o árbitro não apontou para a marca de grande penalidade.