redshat-trick

Anfield Road encheu uma vez mais e logo aos oito minutos viu Dirk Kuyt inaugurar o marcador. Após livre de Gerrard, Xabi Alonso cabeceou à barra e o avançado holandês aproveitou a recarga para bater Brad Friedel.

Sempre num ritmo alucinante, os pupilos de Rafa Benítez marcaram mais dois golos antes do intervalo. O 2-0 surgiu de um passe longo do guarda-redes Reina que, quase sem querer, isolou o compatriota Albert Riera. Depois, o pé esquerdo do ex-jogador do Espanhol fez o resto num remate colocadíssimo. O 3-0 foi apontado por Steven Gerrard de grande penalidade.

Na etapa complementar, diante de um Aston Villa anormalmente permissivo, mais dois golos do Liverpool e de Gerrard: aos 50 minutos, de livre directo, o internacional inglês aproveitou a má colocação de Friedel para fazer o 4-0; aos 65, mais um golo através de um pontapé de castigo máximo.

Brad Friedel, guardião do Villa, viu o vermelho directo pela falta que originou este penalty, após derrubar Fernando Torres quando o espanhol seguia isolado. Tudo simples, tudo eficaz, o Liverpool ameaça seriamente o Manchester United.

Resultados e marcadores da 30ª jornada:

Sábado

Portsmouth-Everton, 2-1

(Crouch, 22m; 75m) (Baines, 4m)

Blackburn-West Ham, 1-1

(Andrews, 50m) (Noble, 35m)

Fulham-Manchester United, 2-0

(Murphy, 18m g.p; Gera, 87m)

Stoke City-Middlesbrough, 1-0

(Shawcross, 84m)

Tottenham-Chelsea, 1-0

(Modric, 50m)

West Bromwich-Bolton, 1-1

(Shittu, 82m p.b.) (Taylor, 67m)

Newcastle-Arsenal, 1-3

(Martins, 58m) (Bendtner, 57m; Diaby, 64; Nasri, 67m)

Domingo

Wigan-Hull City, 1-0

(Watson, 84)

Manchester City-Sunderland, 1-0

(Richards, 56)

Liverpool-Aston Villa, 5-0

(Kuyt, 8; Riera, 33; Gerrard, 39, g.p., 50, 65, g.p.)