processo em tribunal contra o Chelsea

A história da Eva Carneiro do futebol português

 

A notícia é avançada pela agência Press Association Sport que revela que Mourinho deverá ser notificado ainda esta semana e, assim, terá que comparecer em tribunal, caso não chegue a um acordo com a antiga médica do Chelsea.

 

Este novo processo contra Mourinho terá por base o papel instrumental do treinador no afastamento de Eva Carneiro das suas funções e, mais tarde, na sua demissão.

 

 

A controvérsia com Eva Carneiro data de 8 de agosto, no primeiro jogo da nova temporada do Chelsea, frente ao Swansea, quando a médica, acompanhada pelo fisioterapeuta Jon Fearn, entrou em campo, a pedido do árbitro, para assistir Eden Hazard. Uma ação muito criticada pelo treinador que acusou Eva Carneiro de ser «impulsiva e ingénua», uma vez que, na altura, o Chelsea ficava reduzido a nove jogadores.

 

A médica, inicialmente suspensa, não voltou a sentar-se no banco do Chelsea.