O Manchester United apresentou perdas no valor de 125 milhões de euros, relativas à época 2009/10. A Red Football Joint Venture, empresa da família Glazer, comunicou o resultado negativo do último exercício.
Em Outubro de 2010, o clube inglês reportara um défice de 95 milhões. Alguns meses depois, surgem novos dados que levantam interrogações relacionadas com a contabilidade do Man. United.
Na altura, o director-executivo do emblema de Manchester, David Gill, mostrou-se tranquilo e até falou de Cristiano Ronaldo. «Temos 190 milhões no banco mas, de certa forma, preferíamos ter 90 e ter Ronaldo no relvado», disse o dirigente, no Outono.