O Manchester United e o Manchester City estão em guerra aberta por causa dos bilhetes para o «derby» de 8 de Janeiro, no Etihad Stadium, a contar para a terceira eliminatória da Taça de Inglaterra. Os responsáveis dos «red devils» já requisitaram a intervenção da Federação (FA), escreve o «The Guardian».

Os «Citizens» querem dar entre 5.400 a 5.800 bilhetes ao ManUtd, mas os «red devils» não aceitam. Esse número fica aquém dos 15 por cento a que têm direito e longe dos sete mil que pediram. Por isso, o clube de Alex Ferguson e Nani recorreu à Federação, pedindo ao organismo que recorde o ManCity das suas responsabilidades. O rival defende-se e justifica o reduzido número de entradas com questões de logística e de segurança.

A rivalidade dos dois clubes sempre foi grande, mas este ano toma maiores proporções pelo que se passa na Premier League, onde o City neste momento é primeiro, seguindo-se o ManUtd.