Fernando Gomes foi nomeado vice presidente da UEFA com a pasta do relacionamento com os clubes. O presidente da Federação Portuguesa de Futebol é um dos escolhidos por Aleksander Ceferin para a nova estrutura do organismo.

O português ficou por isso com um dos cargos mais importantes da UEFA, naquela que é a primeira nomeação de um dirigente nacional para um cargo de vice presidente do organismo.

Simultaneamente, refira-se, Fernando Gomes foi eleito também presidente do Conselho de Administração da empresa que vai gerir a Liga dos Campeões.

Importa dizer também que a estrutura diretiva da UEFA mudou.

Anteriormente, após o cargo do presidente, havia um primeiro vice-presidente, depois um segundo vice presidente, um terceiro, um quarto e um quinto vice presidente.

Agora, abaixo do presidente há um primeiro vice presidente, que vai ser o sueco Karl Erik Nilsson, um antigo árbitro, e abaixo deste surgem mais quatro segundos vice presidentes, todos ao mesmo nível, mas com pastas diferentes. É nessa posição que está o dirigente português, juntamente com mais três nomeados.

A nomeação de Fernando Gomes foi feita esta quarta-feira, em Hensínquia, após o Congresso da UEFA.