O médio do West Ham, Declan Rice, revelou ter recebido ameaças nas redes sociais, depois de deixar a seleção da República da Irlanda para representar a Inglaterra. O jogador deu a conhecer que a par dele, também a família foi ameaçada, nomeadamente os pais.

«Já houve pessoas a dizer que virão a minha casa ... sim online», afirmou Rice em entrevista à ITV News. «Há algumas coisas em que eu poderia entrar, mas não nisto não preciso. Ameaçam a minha família, ameaçam-me a mim. Foi difícil, existiram alguns abusos. Na verdade, eram mais para a minha mãe e para o meu pai.»

Os comentários têm sido feitos por perfis falsos, não existindo a possibilidade apurar se as ameaças são verdadeiras ou não. À ITV News, Declan Rice, nascido em Londres, com os avós Irlandeses garantiu que nunca temeu que as ameaças fossem levadas a cabo.

«Quando se clicava no perfil, tratava-se de uma conta fake, então não havia forma de saber se era verdade ou não. Pensando bem, eu nunca cheguei a ter medo disso, vai haver sempre algum adepto que me vai tentar atacar ou o que quer que seja, não importa o que eu faça», acrescentou.

O técnico da Inglaterra, Gareth Southgate admitiu que já temia que pudesse existir uma reação negativa à decisão do jogador do West Ham em representar a Inglaterra. «A minha preocupação com a transferência entre as seleções foi sempre as implicações que isso poderia ter para ele e para a sua família. Foi por isso que pensei que era um assunto muito sensível e não quis tomar uma decisão, porque iria existir sempre uma reação», disse aos jornalistas numa conferência de Inglaterra para o Euro 2020.