«Muito obrigado a todos, entre eles Cristiano Ronaldo, os que se interessarem pelo meu caso. Às vezes pensamos que ‘eles’ estão em outro estrato, longe das pessoas, mas não é assim: sinto-me como se me tivessem dado uma grande prenda de Natal antecipada», disse o antigo polícia, de 37 anos.

O mexicano recebeu uma camisola autografada e uma mensagem de incentivo do jogador português do Real Madrid.