Episódio insólito na carreira de Tino Costa. O médio de 32 anos foi dispensado pelo treinador do San Lorenzo, Diego Aguirre, através de uma mensagem de áudio no Whatsapp.

A revelação foi feita pelo próprio jogador nas redes sociais na passada segunda-feira, numa carta dirigida aos adeptos.

«Queridos adeptos do San Lorenzo. Venho por este meio desperdir-me de vocês. Saio triste, mas com a felicidade de ter vestido a camisola do clube que amo desde pequeno. Vi o meu pai chorar na minha apresentação. Por outro lado, também quero dizer que como profissional posso entender que um treinador não conte comigo, mas a forma como me comunicou que não me queria (uma triste mensagem de voz de Whatsapp)… Posso dizer que essa pessoa nunca me respeitou e lamentavelmente não está à altura deste incrível clube. Pensei em publicar essa mensagem de voz, mas o resultado seria tão humilhante que prefiro guardá-la para mim. Abandono o meu sonho, ainda que pudesse ficar. Mas não vou prejudicar o clube do qual sou adepto. Resta-me agradecer a todos os adeptos e companheiros, vestir esta camisola foi a melhor decisão que tomei na vida», escreveu o jogador nas redes sociais.

 

Ora, nem um dia depois de ter anunciado a saída do emblema argentino, o Almería, clube que milita no segundo escalão do futebol espanhol, anunciou a contratação de Tino Costa para a próxima temporada.

Trata-se de um regresso a Espanha por parte do experiente médio, depois de ter representado o Valência.