O lance do Mundial valeu várias críticas à FIFA que foi acusada de negligência. Álvaro Pereira garantiu que voltaria a fazer o mesmo. Cumpriu, portanto.