Jorge Jesus recebeu vários contactos nos últimos dias, mas escolheu não aceitar nenhuma das propostas que lhe foram feitas. O técnico quer esperar pela próxima época e por um projeto desportivamente mais aliciante.

Como já foi escrito pelo Maisfutebol, o Vasco da Gama foi o primeiro a contactar Jorge Jesus, depois disso também o Atlético Mineiro e o Al Hilal fizeram sondagens para tentar convencer o treinador português.

No caso do Al Hilal, a proposta que lhe foi feita foi para regressar ao clube que orientou durante grande parte da época, na perspetiva de lutar pelo título e de orientar a equipa na Liga dos Campeões Asiática.

O Al Hilal ficou em pânico depois da derrota por 5-0 frente ao Al Tawoun e até disponibilizou um avião para levar Jorge Jesus até Riade, de forma a falar com os dirigentes do clube saudita pessoalmente.

Já no caso de Vasco da Gama e Atlético Mineiro, houve conversas iniciais, o treinador chegou a pensar deslocar-se ao Brasil para conhecer os projetos dos dois clubes, e do próprio futebol local, mas no fim optou por não o fazer.

A razão é simples: Jorge Jesus acredita que pode orientar um clube desportivamente mais atraente, preferindo por isso esperar. Na cabeça do técnico está a perspetiva de trabalhar num clube de um campeonato europeu de primeira linha, mesmo que não seja um clube para ser campeão.

Pini Zahavi, o empresário de Jesus, está a movimentar-se em vários campeonatos (sobretudo em Inglaterra e Itália) e o treinador acredita que o bom trabalho do agente lhe pode trazer um convite desportivamente interessante.