Além da rivalidade com Messi, Cristiano Ronaldo falou acerca da quantidade impressionante de golos que anotou na carreira e admitiu que por si  «jogava apenas jogos da seleção e da Liga dos Campeões».

O português, refira-se, marcou a maioria dos seus golos nos últimos quinze minutos dos jogos. 

«Isso quer dizer que jogo até ao final. Não tenho só a mentalidade, mas também o físico para marcar até ao final do jogo. Admito que fico surpreendido comigo próprio por ter marcado tanto. Sei que geralmente marco mais nas segundas partes», referiu o jogador da Juve, em entrevista à France Football.

O internacional português explicou as razões que o levam a querer apenas jogar os jogos da Champions e da «equipa das Quinas».

«Se dependesse de mim, só jogava os jogos importantes: da seleção e da Liga dos Campeões. São este tipo de encontros que me motivam, aqueles onde há algo em jogo, num ambiente difícil e com pressão. No entanto, deves ser profissional e estar em forma todos os dias para honrar a tua família e o clube que representas e te paga.  É preciso dar o melhor todos os dias», disse.

Leia ainda: «No fim da carreira vou desligar-me de tudo»

Tudo sobre futebol internacional