O Valencia somou a segunda vitória consecutiva ao bater o Celta de Vigo por 3-2, num grande jogo de futebol com remontada à mistura.

Depois de ter saltado do banco e marcado no fim de semana, João Cancelo foi titular e foi uma das figuras deste triunfo, tal como Enzo Pérez.

A equipa che até entrou a perder devido a um erro de Diego Alves, aos 16 minutos, que num livre lateral saiu em falso e permitiu a Gustavo Cabral o golo.

LEIA A FICHA DE JOGO DO VALENCIA-CELTA DE VIGO, 3-2

Contudo o Valencia estava melhor antes do golo, não baixou a qualidade após sofrer e iria colher os frutos desse bom futebol aos 38 minutos. Boa combinação na direita, Cancelo subiu à linha e cruzou na perfeição pelo chão para Parejo fazer o 1-1.

O resultado foi assim para o intervalo e mesmo assim era injusto para o Valencia. O segundo tempo trouxe o mesmo Valencia, com muita velocidade, boas jogadas, muitas oportunidades e a justiça seria feita aos 67' por Munir, após uma bela jogada na esquerda e um cruzamento, também pelo chão, de Latorre, lateral que entrara dois minutos antes para o lugar de Siqueira.

O Valencia estava pela primeira vez em vantagem, mas continuou em busca do golo da tranquilidade, mas quer Alvarez quer o poste evitaram o dilatar do marcador e como quem não marca sofre... o Celta iria empatar.

Aos 80', Iago Aspas entrou na área e foi derrubado. Penálti que o próprio converteu, batendo o especialista em defendê-los, Diego Alves.

Só que o melhor estava para vir e daria os três pontos ao Valencia. Enzo Pérez arrancou ainda no seu meio-campo, deixou para trás vários adversários e isolou Carlos Soler, que na cara de Alvarez, fez um chapéu perfeito e levou o Mestalla à loucura.

O Valencia ultrapassa o Las Palmas, subindo ao 12º lugar, com 36 pontos. O Celta de Vigo mantém-se no décimo lugar com 41 pontos, ainda que com menos um jogo frente ao Real Madrid. 

Confira a classificação da Liga Espanhola.