Artigo atualizado

Nuno Espírito Santo vai deixar de ser o treinador do Valencia. O português não resistiu à derrota com o Sevilha (1-0), este domingo, a contar para a 13ª jornada da liga espanhola. Depois de uma excelente primeira temporada do técnico, o conjunto che tem-se apresentado na presente aquém das expetativas, ocupando depois do jogo de hoje a nona posição da tabela.

A imprensa espanhola já adiantava nos últimos dias que os próximos dois encontros seriam decisivos para a continuidade de Nuno Espírito Santo, mas este terá tomado desde já a iniciativa de deixar o cargo, deixando uma mensagem aos adeptos. «Continuem com humildade a apoiar o plantel mais jovem da liga. Que siga vivo em todos os objetivos», atirou o responsável, que não foi conclusivo sobre uma eventual saída do Mestalla e prometeu para esta segunda-feira «mais detalhes» sobre o seu futuro e o do emblema valenciano.

Nuno deu a entender que esta decisão já estava tomada antes do jogo e que «os jogadores de nada tinham conhecimento», agradecendo-lhes ainda pelo «trabalho duro», tal como ao dono Peter Lim e «aos adeptos», e despedindo-se do assunto com um «foi uma honra ser o treinador do Valencia».

Depois da declaração aos jornalistas, o português recusou-se depois a responder a perguntas sobre o tema, preferindo abordar o jogo com o Sevilha.

O Valencia ainda não se pronunciou sobre o assunto

Na zona mista, entretanto, Dani Parejo disse que os jogadores só souberam mais tarde. « Não deu muito tempo para falarmos entre nós. Não sabíamos de nada. Eu não sou ninguém para dizer se é justo ou não», afirmou o capitão, declarações diferentes daquelas reproduzidas pelo site do Valencia, onde se lê que Parejo revelou que Nuno lhes comunicou a saída. «Foi o departamento de comunicação que me informou», disse afinal Parejo. 

Também Javi Fuego falou da saída do treinador, para defender que Nuno não é o único responsável pela situação: «Quando um treinador sai todos fracassámos de alguma maneira. Foi um treinador próximo, não podemos esquecer que no ano passado tivemos uma boa época, mas este ano as coisas não correram como esperávamos.»

.

Artigo atualizado