«O Karim está mal, sente-se perseguido. É um homem na lama que tenta lutar pela sua honra. Alguém está a alimentar a comunicação social com isto. No melhor dos casos para informar, no pior para prejudicar a imagem dele», disse Alain Jakubowicz, garantido: «Não vamos para até saber quem é que está por detrás disto.»

Na mesma intervenção, o advogado de Benzema disse estar surpreendido com o rumo da investigação e pelo jogador ter sido implicado, justificando: «Nunca vi ninguém ser acusado de chantagem antes de se ouvir a vítima.»