Carlo Ancelotti diz que o fim da era dele no Real Madrid começou numa jogada de Gareth Bale, em 2015, frente ao Valencia.

Cristiano Ronaldo tinha feito o 1-0 para os merengues, o Valencia empatou depois e Gareth Bale teve uma excelente ocasião para servir Benzema para o segundo golo: não passou a bola, foi egoísta e não marcou. Logo a seguir a equipa entrão orientada por Nuno Espírito Santo marcou e fez o 2-1 final.

«Nem todos os jogadores têm de ser bons, claro. Mas o altruísmo em um grupo é certamente uma característica muito importante. Por isso, e se há algo que me deixa louco, é egoísmo no relvado. Quando um jogador passa a bola e não a passa. E também já paguei por isso na primeira pessoa», começou por dizer Ancelotti em entrevista ao Napolitano.

«Em Madrid, as divergências com Florentino Pérez começaram com a substituição de Bale num jogo em Valencia. Ele podia ter passado a bola a Benzema, que teria feito um golo fácil, mas preferiu rematar. Tirei-o de campo e começou uma guerra.»

Veja como tudo aconteceu no vídeo abaixo: