Frenkie de Jong foi eleito o melhor jogador jovem da Liga das Nações e no final confessou que não era esse o prémio que queria:

«Estando tão perto de ganhar o troféu queríamos conquistá-lo esta noite, mas não jogámos o nosso melhor. Foi mais uma experiência que nos vai ser útil na preparação para o Europeu do próximo ano.

Preferia ganhar o torneio com a minha equipa, mas receber este troféu de melhor jogador jovem da competição é sempre uma honra»