Balotelli foi esta segunda-feira apresentado como reforço do Brescia. O internacional italiano revelou que a sua mãe chorou quando este lhe disse que iria assinar pelo clube da cidade onde cresceu.

«Joguei mais anos fora do que em Itália. A minha mãe chorou quando lhe disse que tinha a possibilidade de assinar pelo Brescia. Perguntei-lhe o que achava e ela simplesmente começou a chorar. Está muito feliz», confessou, citado pela Gazzetta dello Sport.

LEIA MAIS: todas as notícias de Transferências

O avançado de 29 anos lembrou ainda que o seu pai, natural de Brescia, estaria feliz com a sua decisão. 

«O meu pai era natural de Brescia, apoiava a equipa e sempre teve o sonho de me ver jogar com esta camisola. Por isso, acho que ele ficaria contente», referiu.

Balotelli, que recusou o Flamengo para se juntar ao emblema recém-promovido à Serie A, sublinhou que tem como objetivo estar nos convocados de Mancini para o Euro 2020.

«Estou completamente focado em estar na seleção italiana que vai disputar o Euro 2020. Falei com o Mancini recentemente, ele desejou-me feliz aniversário. Brescia é a minha cidade, por isso, penso que me pode mais do que o que recebi noutros sítios, tal como eu posso dar muito mais ao Brescia do que dei até agora», sublinhou.

«Super Mario» explicou «que não foi difícil escolher o Brescia» e provocou um dos jornalistas presentes. «Tenho zero medo de falhar. Os meus objetivos passam por ajudar a equipa. Penso que tens mais medo de falhar do que eu», finalizou.

Balotelli, lembre-se, estava sem clube depois de ter terminado contrato com o Marselha.