João Cancelo passou em revista a primeira metade da época ao serviço da Juventus e analisou o campeonato português, com destaque para o Benfica, clube no qual se formou. O português trocou o Inter de Milão pela heptacampeã italiana no verão e explicou as diferenças entre os dois emblemas.

«Até hoje este foi o grupo de jogadores que mais me impressionou ao nível da humildade, em relação ao nível dos métodos de trabalho, todos os jogadores são muito trabalhadores. Se me perguntarem se há algum jogador que seja menos trabalhador, não sei dizer. Porque é uma questão de mentalidade da Juventus. A Juventus é um clube que impõem mentalidade de trabalho. Costumam dizer: "corre e cala-te'! É assim», começou por dizer, em entrevista ao jornal «A Bola».

Em Turim, Cancelo partilha o balneário com Cristiano Ronaldo e teceu-lhe rasgados elogios. «O Cristiano é um exemplo de motivação para todos os jovens jogadores, tudo o que já ganhou, tanto a nível individual como coletivo fala por si, o futebol hoje são números e títulos. As coisas não acontecem por acaso. É um exemplo de motivação, supera-se a cada dia e acho que isso faz dele o melhor. Tem 34 anos, mas parece que tem a minha idade. O espírito dele faz com que se supere a cada dia e é uma pessoa com uma humildade... Lido agora mais tempo com ele, percebo a humildade que tem. E depois como jogador é o que toda a gente vê», afirmou.

O jogador de 24 anos completou toda a formação do Benfica. No entanto, deixou a Luz com apenas dois jogos realizados pela equipa principal. O lateral-direito assumiu ter ficado «um sabor amargo» por não ter jogado regularmente na equipa principal dos encarnados, admitiu que «gostava de voltar», embora não saiba quando, e elogiou Bruno Lage.

«É o homem certo. Verão. Como pessoa consegue moralizar uma equipa inteira, é um líder, nasceu para ser líder de uma equipa e é a pessoa certa e o Benfica tem ali treinador para muitos anos, porque além de formar também faz os jogadores estarem com ele. Acredita muito no espírito de grupo, que nada se faz sozinho e que tudo se ganha em equipa. Porque quando se ganha, ganha a Juventus, ganha o Benfica, não ganham o João Cancelo ou o Bruno Lage. É o segredo dele, desejo-lhe o melhor», defendeu.

Por último, Cancelo considerou que o Benfica ultrapassou o Sporting, estabelecendo-se como a melhor escola de futebol em Portugal.

«Atualmente, é a melhor escola em de futebol em Portugal. Na minha altura era o Sporting, porque da academia saíam grandes jogadores. Nani, Ronaldo, Figo mais atrás, Quaresma... Agora, porém, toda a gente fala dos jogadores do Benfica, penso que a mentalidade do clube também mudou, começaram a apostar na formação, perceberam que apostar na formação era o método certo e agora está a dar cartas», concluiu.