Desta vez, na conferência de imprensa de antevisão da receção ao Watford, o técnico italiano respondeu de forma inusitada a uma pergunta dos jornalistas acerca de uma possível vingança no reencontro com Quique Flores, que o substituiu no Valência em 2005.

«Sim, quero matá-lo!», disse Ranieri sobre o ex-treinador do Benfica, que agora orienta o Watford, para em seguida esclarecer tudo com boa disposição: «Ele é um bom homem. Isto é futebol. Qual vingança? Eu fui despedido e ele substituiu-me.»