Os três estão envolvidos no mesmo escândalo, segundo adianta a agência de notícias Hina. O estádio do clube dos portugueses Eduardo, Ivo Pinto, Paulo Machado e Gonçalo Santos, foi ainda alvo de uma busca policial.

Foi a segunda vez, este ano, que Zdravko Mamic, considerado o homem mais poderoso do futebol croata, foi detido, depois de em julho o ter sido juntamente com o seu irmão e treinador do clube, Zoran Mamic.

Os detidos são acusados de transferências ilegais para paraísos fiscais, tendo como base as transferências de jogadores do Dínamo de Zagreb através da agência de Mario Mamic, a Mamic Sport Agency.

São mais de 30 milhões de euros que estão envolvidos nas suspeitas de desfalque, suborno e evasão fiscal e entre as transferências está a mudança de Luka Modric do clube croata para o Tottenham, em 2008.

O diretor executivo da federação, que foi dirigente do clube até 2012, foi intercetado pela polícia, no aeroporto, quando chegava de uma viagem ao estrangeiro.