Zlatan Ibrahimovic esteve cerca de um ano e meio no Manchester United. Após oito meses de bom nível - 28 golos em 46 jogos - o sueco sofreu uma grave lesão que o retirou dos relvados durante sete meses, acabando por sair em janeiro de 2017.

O avançado, agora nos LA Galaxy, recordou a passagem pelos red devils, bem ao seu estilo.

«Tive uma longa carreira antes de ir para Inglaterra. As pessoas diziam-me 'não precisas de ir para Inglaterra, porque se falhares lá, vão-te sempre dizer que não és bom o suficiente'. Toda a gente discordava da minha decisão. E sabem que mais? Motivou-me, deu-me adrenalina», disse, em entrevista à Four Four Two.

«Como disse quando estava em Inglaterra, tiveram sorte de não ter chegado dez anos antes, porque se fiz o que fiz com 35 anos, imaginem se tivesse feito com 25. Teria sido uma história diferente. Fui para lá e disseram que cheguei numa cadeira de rodas. Pessoas de toda a Premier League falaram, mas deixei-as numa cadeira de rodas. Foi o que fiz », acrescentou.

Por último, o internacional pela Suécia sublinhou ainda que o campeonato inglês está «sobrestimado». «Gostei da Premier League. Foi um desafio que me motivou. Sinto que é um campeonato sobrestimado em relação à qualidade individual e técnica. No entanto, o ritmo de jogo é alto. Se não estiveres no teu melhor, não consegues aguentar o ritmo», opinou.

Ibra, lembre-se, passou por clubes como Malmo, Ajax, Juventus, Inter de Milão, Barcelona, AC Milan, PSG, Manchester United e LA Galaxy.