Um dos excluídos é Michel Platini, mas esta decisão já estava anunciada. O presidente da UEFA não pode ser candidato por estar a cumprir uma suspensão de 90 dias. A viabilidade da candidatura à FIFA será analisada quando este castigo terminar, ou se o mesmo for retirado entretanto. Pode é já não ir a tempo.

O outro excluído, relativamente às sete candidaturas recebidas, é Musa Hassan Bility. O presidente da federação liberiana foi «chumbado» na avaliação de integridade. O Comité Eleitoral não adianta pormenores, por uma questão de proteção dos direitos do visado, mas garante que tudo foi explicado ao próprio.

Convém recordar que a candidatura de David Nakhid, ex-futebolista e capitão da seleção de Trindade e Tobago, foi reprovada logo à partida, por não reunir o apoio de cinco federações. Na lista da candidatura era referido o apoio das Ilhas Virgens Americanas, que no entanto já tinham suportado outro nome.

Posto isto os candidatos à sucessão de Joseph Blatter são cinco: Ali Bin Al Hussein, Jérôme Champagne, Gianni Infantino, Sheikh Salman bin Ebrahim Al Khalifa e Tokyo Sexwale.