Radomir Antić faleceu, esta segunda-feira, aos 71 anos, informou o Atlético de Madrid. 

Nascido em Žitište, na Sérvia, Antić fez carreira como jogador ao serviço do Partizan, Saragoça, Fenerbahçe e Luton Town. Passou depois para o banco de suplentes e teve um percurso superior, tendo começo no comando do Partizan.

Ingressou no Saragoça e chegou ao Real Madrid, onde esteve duas épocas. Após dois anos no Real Oviedo, Antić foi contratado pelo Atlético de Madrid.

Nos colchorenos, onde treino Futre, acabou por fazer história na época 1995/96: venceu a Liga e a Taça do Rei e ganhou um lugar no coração dos adeptos. Ficou até 1998 e voltou seis meses depois para evitar a descida do clube. Mais tarde, em 2000, o treinador acabou por ser contratado para salvar o Atlético, mas não conseguiu e o clube desceu. 

Antić foi o treinador de urgência escolhido pelo Barcelona no decorrer da época 2002/03 e alcançou o objetivo de qualificar os blaugranas para a Taça UEFA. Orientou o Celta de Vigo em 2003/04 antes de assumir a liderança da seleção da Sérvia, que viria a cair na fase de grupos do Mundial 2010.

O Shandong Luneng e o Hebei Zhongji, ambos na China, foram os últimos clubes do técnico.

As causas da morte de Antić, único treinador que orientou Real Madrid, Barcelona e Atlético de Madrid, não foram reveladas.