30 de junho de 2012. Um dia que fica marcado na história da Juventus. O dia que Alessandro del Piero termina, em final de contrato, uma ligação de dezanove anos à «vecchia signora».

Através do seu site oficial, o mítico jogador italiano deixou uma mensagem de despedida. Leia a mensagem, na íntegra:

«Acabou. O meu contrato com a Juventus acaba hoje.

Não é novidade, mas saber que é oficial tem os seus efeitos. Não é um momento triste para mim, não guardo arrependimento ou nostalgia. Já não. Nestes dias tive a oportunidade de pensar em tudo o que aconteceu na última época, recuperar memórias e reviver o sonho mais belo que tive.

Todas as memórias, todas as alegrias e triunfos, e até alguns momentos amargos...vejo tudo com clareza, e a dada altura tudo escurece e dissipa-se naquele abraço maravilhoso do meu último jogo em Turim. A imagem tem tudo. A imagem de um momento que quero guardar comigo para sempre, que no dia 13 de Maio foi estampada no meu coração. Indelével.

Há algum tempo, antes de ir de férias, esvaziei o meu cacifo em Vinovo, e ao sair do centro de treinos parei naquele local em que, durante muitos meses, esperaram pelo meu autógrafo, por uma fotografia, ou apenas pelo aperto de mão, fizesse calor, chuva ou neve. Agora é a minha vez de dizer adeus e agradecer, tal como vocês fizeram comigo.

Os jogadores passam, a Juventus fica. Os meus colegas continuam, e desejo-lhes o melhor: estarei sempre a torcer. Vocês, os meus fãs, continuam por aí, e vocês são a Juventus. Fica esta camisola que amei sempre, e que vou continuar a amar. Sempre a quis e sempre a respeitei, sem exceções, sem descontos. Fico feliz que outros a possam vestir, depois de mim. Até mesmo a «10», que desde que existem nomes nas camisolas teve o meu. Fico feliz pelo jogador que a envergar na próxima época. Fico feliz por saber que alguém, em Itália ou noutra parte do mundo, está a sonhar com esta camisola. E ficarei feliz se alguém quiser seguir a minha história, como eu segui a história de outros campeões, outros exemplos, outras lendas.

A partir de amanhã já não sei jogador da Juventus, mas serei sempre um de vós.

Agora é tempo de começar a minha nova aventura. Estou tão entusiasmado quanto estava há dezanove anos.

Adeus, rapazes. Obrigado por tudo.

Alessandro.»