Jesualdo Ferreira, treinador do F.C. Porto, disse no final da vitória (2-0) sobre o V. Setúbal que foi uma vitória justa, perante um adversário que complicou as coisas aos dragões. O treinador já faz as contas sobre o que falta para o título:

«Não fiquei surpreendido com a exibição da primeira parte, embora esperasse mais. Mas o jogo tem 90 minutos, tivemos pela frente uma equipa com dois blocos defensivos muito fortes e que nos criou muitas dificuldades em conseguir jogar. Entrámos com largura, com dois laterais bem adiantados, mas as finalizações não eram fáceis. Ao intervalo conversámos sobre o facto do V. Setúbal estar a conseguir enervar-nos e sobre o que tínhamos de fazer para marcar. Quando o adversário deu mais espaço, nós marcámos dois golos. A partir do momento em que o V. Setúbal retirou dois avançados para colocar dois jogadores de contenção, ficámos com mais espaço para criar perigo porque deixámos de ter tanta preocupação nas marcações na defesa. Ganhámos o jogo com justiça. A equipa foi paciente e tenho de lhe dar os parabéns. Hoje terminámos um ciclo muito complicado com muitos jogos, entre Liga, Champions e Taça de Portugal. A partir de agora vamos ter mais tempo, nas quatro jornadas que faltam, e vamos poder trabalhar mais as novas componentes tácticas que foram visíveis hoje no campo. Faltam quatro jogos para sermos campeões.»