«Quando acontecem situações que não são normais, nem sempre obriga a um trabalho específico. Aconteceu uma jogada que não é vulgar. Apenas. Mas isso não retira minimamente a confiança que todos temos no Hélton, e particularmente eu. Espero que amanhã ele esteja em pleno para ajudar o F.C. Porto a ganhar», frisou.

«Paulo Assunção é um adversário que queremos travar»

Logo a seguir perguntou-se por Paulo Assunção. No regresso do médio ao F.C. Porto, que recepção se pode esperar para ele. «Neste momento o Paulo Assunção não faz parte da nossa equipa. É um adversário que queremos impedir que renda o máximo. Foi isso que fizemos em Madrid e é isso que queremos fazer amanhã. Já não é nosso, o Paulo.»