O Comité Disciplinar da entidade que tutela o futebol europeu tinha suspenso Jesualdo Ferreira, por «violar os princípios de desportivismo», no passado mês, com duas partidas, mas o órgão aceitou a argumentação do F.C. Porto, que tinha recorrido da decisão, e diminui o castigo para um jogo.

Os azuis e brancos afirmaram que o gesto do treinador, um manguito, era dirigido aos próprios jogadores do F.C. Porto, por falharem movimentações tácticas. Ainda assim, se Jesualdo Ferreira reincidir nos próximos dois anos, o segundo jogo de castigo será imediatamente aplicado. O FC Porto terá ainda de pagar uma multa de 25 mil euros, por «conduta imprópria dos adeptos (cânticos insultuosos, arremesso de projécteis, detonação de engenhos pirotécnicos), assim como pela entrega atrasada da ficha de jogo da equipa», informa a UEFA.

Em 35 anos de carreira, esta é a primeira vez que Jesualdo Ferreira é castigado.