O treinador do F.C. Porto, Jesualdo Ferreira, em declarações na sala de imprensa após o jogo com o V. Guimarães, da 23ª jornada da liga, que os dragões venceram por 3-1:

«Estamos a sete jornadas do fim, mantemos a mesma distância sem os adversários terem jogado ainda. A nossa convicção é que vamos conseguir o que queremos. O F.C. Porto fez hoje uma exibição muito séria, muito consistente e, em dados momentos, foi brilhante do ponto de vista colectivo.»

«Entrámos bem na primeira parte, o Vitória equilibrou e fez um golo na primeira ocasião. Tivemos mais posse de bola, mais remates. Na segunda parte, se fizéssemos o que habitualmente executamos, sabíamos que íamos dar a volta. Às vezes também é preciso ter sorte, os golos surgiram, e só depois de estar a perder houve Vitória, que a partir daí apertou. Mas nós defendemos bem, fomos solidários. O jogo ficou como gostamos, mas há muita fadiga. Para além dos internacionais, os outros não têm tanto ritmo, tantos jogos. Mas depois das duas últimas substituições a equipa soube pegar na partida outra vez. Acho que é uma vitória justa. Os jogadores ganharam sem pensar na Champions e quero dar as minhas felicitações para o público, que foi fantástico. É uma vitória que não deixa margem de discussão.»

[ sobre se este era o jogo mais difícil até final da Liga] «Era, para nós, pelo posicionamento do calendário, um jogo de grau dificuldade elevada. A equipa estava segura do que devia fazer e há uma corrente muito positiva em chegar ao fim na frente da Liga.

[ comentando se tem vantagem sobre o Manchester Utd, que joga apenas domingo, dois dias antes do encontro da Liga dos Campeões.]

«Não, no futebol inglês as equipas estão habituadas a jogar com esses tempos de recuperação. O Manchester United tem um quadro de jogadores mais alargado que o nosso e consegue manter sempre uma intensidade alta. No futebol português isso ainda não é possível fazer, os ingleses estão habituados.»