Ainda não se sabia a lista de convocados para o jogo, por isso, Jesualdo Ferreira foi questionado sobre que equipa se podia esperar na Reboleira. Ver-se-ia depois que existem saídas de vários titulares, mas, ainda assim, o treinador sublinhou que se pode «esperar um Porto que vai para ganhar a eliminatória, com jogadores que podem garantir maior rendimento e equilíbrio e tendo em conta o que está para trás e para a frente». Jesualdo justifica: «As nossas escolhas são baseadas no rendimento, podem não ser com os mesmos de antes».

A vitória de 2-0 no Dragão dá alguma margem aos azuis e brancos, mas o técnico não espera facilidades frente aos amadorenses: «É um jogo difícil para nós, temos vantagem, mas pretendemos ganhá-lo e garantir passagem à final. O E. Amadora sempre me mereceu respeito e ao F.C. Porto sempre foi difícil jogar na Amadora. Ganhámos lá com um resultado gordo no campeonato (4-2), mas sabemos das dificuldades que lá tivemos.»

Sobre se este Estrela estava mais vulnerável, até pela situação de ordenados em atraso que tem, Jesualdo Ferreira até nem queria responder, «para não ser mal interpretado», mas acabou por dizer que «com honestidade», acha que «é natural que isso possa acontecer». E como se motivam os jogadores perante ma adversário teoricamente ais fraco e que está e desvantagem? «Às vezes as coisas não saem bem, mas, felizmente, a motivação não é problema no FC Porto», disse.