Jorge Jesus, treinador do Sp. Braga, em declarações à SIC Notícias, depois da derrota diante do PSG (0-1), em jogo da segunda mão dos oitavos-de-final da Taça UEFA. Um resultado que afasta a equipa minhota da competição:

«Não foi só a eficácia que falhou, foi também a experiência da equipa do PSG. Foi uma equipa que se sentiu dominada, mas que também sentiu que tinha valor. Sabíamos que o PSG era uma equipa muito perigosa nas bolas paradas. Estava a meter o Stélvio para bloquear o Hoarau mas, no momento em que ele estava para entrar, foi o golo. Tivemos a hipótese do 1-1, mas foi uma grande defesa do Landreau. O Sp. Braga sai desta competição de cabeça erguida. As duas equipas confiam muito nos seus processos, o PSG é uma equipa forte e esperou pela sua oportunidade. Quando a teve soube aproveitá-la, isto faz as grandes equipas. Tentei fazer uma substituição para travar essa estratégia, mas não fui a tempo. Fizemos catorze jogos na Taça UEFA e perdemos três. Fomos uns dignos representantes da cidade de Braga e de Portugal. Queríamos ir mais longe, mas deixamo-nos cair numa situação de estratégia para a qual estávamos preparados».