«A Académica tem conseguido bons resultados no Bonfim e está moralizada. É uma equipa que joga bem, tem qualidade e que marcou apenas seis golos, mas que já tem 14 pontos», disse o técnico do Vitória.

A equipa de Coimbra vem de um triunfo sobre o FC Porto, tricampeão, por 1-0, mas Couceiro lembra que «o Vitória de Setúbal também vem de alguns jogos sem perder e também está com moral». Projetando o futuro próximo do Vitória de Setúbal, José Couceiro gostaria de ter, pelo menos, 18 pontos à 15.ª jornada, considerando que, não garantindo nada, seria «uma boa almofada» para o início da segunda volta do campeonato.

«Não há história de equipas que tenham feito uma média de um ponto por jogo e que tivessem descido de divisão. Com 18 pontos teríamos mais do que os 15 correspondentes à média de um ponto por jogo na primeira volta», disse. «Mas também sabemos que algumas fizeram boas primeiras voltas e depois caíram, e que outras só conseguiram os pontos de que precisavam na segunda volta», acrescentou.

Questionado sobre o regresso de Rúben Vezo, que não jogou frente ao Nacional (2-2) devido a castigo, José Couceiro não deu garantias da titularidade do jovem defesa central e fez mesmo questão de afirmar que tinha ficado muito satisfeito com a boa prestação do jogador que o substituiu, Frederico Venâncio, na deslocação à Madeira