«Não há nenhuma equipa do Mundo que não tenha um momento menos bom durante o campeonato. Com um dos orçamentos mais baixos da Liga, querem-nos obrigar a ser melhores do que os grandes da Europa», lembra.

O técnico pacense enaltece o valor do próximo adversário, um adversário que tão bem conhece. «É um adversário com muito valor e com prestações muito positivas em casa. Temos de estar bem preparados e concentrados, no sentido de sermos fortes, dinâmicos, atrevidos», avisa.

José Mota aproveitou a conferência de imprensa para contestar as suspeitas levantadas por Rui Santos, uma vez que o comentador desportivo colocou em causa o profissionalismo de alguns jogadores do Leixões no jogo com o F.C. Porto.