O treinador do E.Amadora, Lázaro Oliveira, em declarações na sala de imprensa após o encontro da 24ª jornada da liga, frente ao F.C. Porto, que os dragões venceram por 3-0. O técnico interpretou declarações de Jesualdo Ferreira, na conferência de imprensa antes do jogo, como uma crítica. O treinador portista respondeu mais tarde:

«Até ao primeiro golo, a equipa esteve bem, com situações de finalização. Depois do golo do Bruno Alves ficou mais difícil. Na segunda parte, tentámos mudar, mas não conseguimos responder. Esperamos terminar bem o campeonato, pensando já no jogo de sexta-feira com o Paços de Ferreira. Temos seis jogos até final para os jogadores poderem motivar-se e aparecerem. Penso que servem de montra e é com esses espírito que encaramos a Liga até ao fim.»

sobre se há condições para o Estrela terminar de cabeça erguida «Acho que sim, este jogo era muito difícil. Acusámos o cansaço na segunda parte, depois de termos estado oito dias sem treinar. Mas espero que mantenhamos esta postura e dignidade. Nada nos pode pôr em causa e, nessa medida, acho que as declarações do treinador do F.C. Porto não foram correctas. Colocou em causa o brio profissional dos atletas do Estrela.»