As equipas ainda aqueciam e preparavam-se para o início da partida quando Zárate fez o gesto polémico. Este estava acompanhado pela candidata do partido de Silvio Berlusconi à região do Lácio, Renata Polverini. Não é a primeira vez que o clube se vê envolvido em polémicas deste género. O antigo internacional italiano, Paolo Di Canio já tinha feito o mesmo gesto, aquando da celebração de um golo marcado pela Lazio.

Mesmo com adeptos de peso e importância, a Lázio não conseguiu, mais uma vez, obter um bom resultado e perdeu em casa por 2-0. A uma posição da zona de despromoção, o clube tem que lidar com mais uma polémica provocada por Zárate. Recorde-se que o avançado argentino estava suspenso por ter insultado o árbitro da partida entre Lázio e Sampdoria.