Na Confederações, Fred foi opção indiscutível para o onze, mas Jô, avançado do Atlético Mineiro, entrava com regularidade e mostrou bom desempenho concretizador.

Com Jô na antecâmara da titularidade, e um Alexandre Pato cheio de vontade de voltar a ser opção forte para a seleção, estão encontradas as três hipóteses ofensivas, ou Scolari poderá experimentar outras? «Recorro novamente a uma analogia com o percurso do Sargentão em Portugal. Pensando na Copa, Fred é Pauleta (o titular); Jô é Postiga (o avançado que sai do banco para marcar o golo decisivo); o terceiro avançado será Nuno Gomes (um jogador decisivo, que poderá ser o substituto de Fred, em caso de lesão ou de uma quebra de forma)», aponta Rui Malheiro, especialista em futebol internacional.

«Na minha opinião, há dois grandes candidatos para esse lugar: Leandro Damião e Alexandre Pato. Com menos hipóteses, Luís Fabiano, que até foi titular no jogo de estreia de Scolari, mas não voltou a ser opção. É um hiato longo, já de sete meses, o que não é um bom indício, mas tudo dependerá da capacidade goleadora do Fabuloso no São Paulo. Entre os avançados em destaque no Brasileirão 2013, William Souza (Ponte Preta), que chegou a passar pelo Boavista; André (Vasco da Gama), que foi um dos Meninos da Vila contemporâneo de Neymar, Ganso e Robinho; Rafael Marques (Botafogo), novo reforço do Verona; e Walter (Goiás), emprestado pelo FC Porto, parecem-me ter poucas ou nenhumas hipóteses. Ainda assim, André, autor de 6 golos nos últimos 6 jogos pelo Vasco, possa vir a ter uma oportunidade, se continuar a racha goleadora, num dos próximos particulares», acrescenta o analista.