«Perspectiva-se um bom jogo, entre dois históricos do futebol português, encarado de forma emotiva pelas duas massas associativas e, por extensão, pelos jogadores. Não tenho dúvidas, vamos ser mais fortes», disse o técnico, na antevisão do encontro, citado pela agência Lusa.

Mota defendeu ainda que o mérito do Leixões «está no colectivo», enquanto que o Vitória de Guimarães «tem elementos que sobressaem».

O treinador do Leixões fez ainda questão de dar os parabéns ao seu antigo clube, o Paços de Ferreira, pelo apuramento para a final da Taça de Portugal. Isto apesar de tal feito diminuir as possibilidades de o Leixões chegar às competições europeias, pois o sexto lugar dificilmente será sinónimo de qualificação.