Segundo as informações disponibilizadas pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), os clubes da Primeira Liga cujas candidaturas forem aprovadas podem receber incentivos até 25 por cento do valor dos projectos, que sobe para 35 por cento para os clubes da Liga de Honra. Este «sistema extraordinário de incentivos» enquadra-se nos regulamentos para 2009/2010, no qual se estabelecem os requisitos mínimos para os estádios dos clubes profissionais.

As despesas elegíveis para as candidaturas englobam, entre outras, a compra de sistemas de vigilância e instalações eléctricas, a melhoria de condições para adeptos e jornalistas, ao encargos com material informático ou criação de sites, por exemplo.

Os incentivos são não reembolsáveis e o seu pagamento será divido em duas fases: 50% com a aprovação do pedido e o restante após a realização das melhorias e apresentação das respectivas facturas. Os clubes interessados têm até 15 de Maio para solicitar esta ajuda financeira. A entidade responsável por averiguar e aprovar as candidaturas é a comissão executiva da Liga.