A primeira época de «dragão» ao peito, a título de empréstimo, soube a pouco. 21 jogos realizados na Liga e apenas dois golos marcados. Ainda assim, a SAD do F.C. Porto decidiu avançar para a compra do passe, a troco de 3,25 milhões de euros.

A segunda época de Mariano ao serviço do F.C. Porto tem sido melhor. Pelo menos a avaliar pelos números. Já tem dois golos (os mesmos que marcou na época transacta), em 16 jogos na Liga. Não tem estatuto de titular (apenas jogou de início em seis ocasiões), mas aproveitou o castigo de Hulk e a oportunidade concedida por Jesualdo Ferreira para mostrar serviço.

Fez o primeiro golo da vitória sobre a Naval e ainda assistiu Lucho para o segundo e último tento da noite. É certo que não terá garantido um lugar no «onze» com a exibição, uma vez que os habituais titulares têm estado em bom plano, mas mostrou a Jesualdo e aos adeptos que podem contar com ele sempre que for chamado a jogo.