O Salzburgo ainda ofereceu boa réplica ao Bayern Munique, mas não conseguiu aguentar o ritmo imposto pelos campeões da Europa e acabou goleado, em casa, por 6-2, em jogo do Grupo A da Liga dos Campeões. A equipa bávara soma, assim, o máximo de nove pontos e, ainda a meio da fase de grupos, já está perto de garantir a qualificação para a próxima fase, já com mais cinco pontos do que o segundo classificado, o Atlético Madrid que, ao final da tarde, empatou em Moscovo (1-1).

A equipa austríaca até entrou a ganhar, com um bom golo de Berisha, logo aos 4 minutos, mas o Bayern virou o resultado antes do intervalo, com Lewandowski a empatar, aos 21 minutos, na conversão de uma grande penalidade a punir uma falta sobre Müller na área. A contenda seguiu equilibrada, mas a equipa de Hans-Dieter Flick virou o resultado mesmo antes do intervalo, com o infeliz Kristensen a desviar um cruzamento tenso de Müller para as próprias redes.

O Salzburgo voltou a entrar bem na segunda parte e ainda chegou ao empate, aos 66 minutos, com um golo do japonês Okugawa. Um golo que premiava a boa réplica da equipa austríaco, mas o furacão bávaro estava reservado para os últimos dez minutos do jogo, em que o Bayern exibiu todo o seu poderio com quatro golos de rajada.

Boateng, de cabeça, recuperou a vantagem pata os visitantes, aos 79 minutos; Leroy Sane marcou aos 83; Lewandowski bisou aos 87; e Lucas Hernandez fechou a contagem aos 90.

Esmagador, mais uma vez.