O Real Madrid defronta a Atalanta esta quarta-feira em Itália, na primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, com muitas baixas no plantel. Karim Benzema, a grande referência do ataque dos merengues, foi o último a ficar indisponível, mas Zinedine Zidane garante que a sua equipa vai apresentar-se em Bérgamo para lutar pela vitória.

«Estamos limitados por ter jogadores lesionados. É verdade que temos muitas baixas, mas é a situação que temos hoje, há muitos jogadores que não estão disponíveis, mas estamos bem preparados. Temos de ser solidários e criar ocasiões», comentou o treinador em relação à lesão de Benzema.

Além do avançado francês, Zidane não vai poder contar com Rodrygo, Sergio Ramos, Valverde, Hazard, Carvajal, Marcelo e Éder Militão, todos com problemas físicos. «Falam-me das baixas, mas estou apenas focado nos jogadores que temos aqui. Entramos em todos os jogos para ganhar, nunca ficamos contentes com menos do que uma vitória», comentou.

Uma época atípica para o Real Madrid, não só pelas lesões e casos de covid-19, mas também por não poder jogar no Santiago Bernabéu que, como se sabe, está a sofrer profundas obras de remodelação. «É o que temos. Sabemos que é assim desde o início da temporada. Não temos de olhar para as baixas ou para o facto de não jogarmos no Bernabéu. Temos de olhar para o que somos e preparar bem o jogo. Vamos ter pela frente uma equipa boa e vamos tentar ganhar», destacou.

Apesar das muitas ausências, o treinador está satisfeito com o rendimento da equipa que, nos últimos jogos, tem vindo a ganhar terreno ao vizinho Atlético Madrid na liga espanhola. «Queremos que se veja a equipa que temos visto na liga ultimamente. Sabemos o que nos espera e sabemos que temos vindo a fazer as coisas bem. A dinâmica é boa e queremos dar seguimento ao que temos vindo a fazer», destacou.

Quanto às expetativas para a atual edição da Liga dos Campeões, Zidane está determinado em voltar à final. «Temos a vontade de fazer o melhor possível e de chegar à final, claro. Como disse o Toni [Kroos], cada jogo é uma final. Ainda mais agora que é a eliminar. Temos dois jogos, mas só pensamos no jogo de amanhã», destacou ainda.