Tem sido um início de época intermitente do Shakhtar Donetsk, refletido nos cinco empates em dez jornadas no campeonato ucraniano e numa fase de grupos da Liga dos Campeões em que a equipa orientada por Luís Castro já ganhou em Madrid, mas foi goleada em Kiev pelo Borussia Monchengladbach, por 6-0. E é precisamente à casa dos alemães que os homens de laranja se deslocam na quarta-feira, para a quarta jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões (17h55).

De olho no apuramento para os oitavos de final, Luís Castro reconhece que a constante variação na disponibilidade e ausência de jogadores, desde lesões a casos de covid-19, tem afetado o normal trabalho do plantel.

«O que é passado, bom ou mau, influencia. Serve de motivo de reflexão, sabemos que estamos a fazer uma época instável, com entrada e saída de jogadores dentro do grupo de forma constante e há instabilidade nisso. Temos jogadores a chegar em véspera do jogo, depois jogadores que, após o jogo deixam de trabalhar connosco por vários problemas, depois voltam a aparecer… Vive-se com grande intensidade e tem-nos provocado algum desconforto», afirmou, esta manhã, na conferência de imprensa de antevisão, em Kiev, antes da partida para solo germânico.

Questionado sobre se assinaria por baixo um empate na Alemanha, Luís Castro afirma que isso depende do decorrer das incidências em campo. «Sobre o assinar resultados por baixo, antes de eles acontecerem, depende de como o jogo correr. Se nos correr de feição e ficar evidente que podemos ganhar, não ficarei satisfeito com o empate. Se o jogo de desenrolar de forma que o mais justo seja o empate, aceito», disse, falando também do grupo B, em que há apenas uma diferença de três pontos entre o primeiro e o último classificado. Para o Shakhtar passar, diz, terá de ficar pelo caminho um dos colossos do grupo.

«O grupo está difícil e à partida, para nós passarmos à próxima fase, terá de ficar pelo caminho o Inter ou o Real, estamos num grupo complexo em que todos os pontos contam», disse.

O Borussia é líder do grupo com cinco pontos, Shakhtar e Real Madrid têm quatro cada e o Inter dois pontos.