«Os últimos 20 minutos foram bons, mas os primeiros dois golos foram tontos. Não entendo erros de jogadores com a experiência de Acevedo», afirmou o técnico.

«Notou-se muito as ausências na nossa equipa, as mudanças que poderíamos fazer era para jogadores sem experiência ou com experiência apenas na Ucrânia. Poderíamos ter saído mais em contra-ataque, mas foi insuficiente».

 

«Espero mais de Ferreyra, que vai sair no próximo jogo, pois temos o Eduardo que é muito rápido e sai bem. Não gosto de falar de jogadores em concreto, mas há alguns com os quais não estou contente. Não entendo os erros de Pyatov [guarda-redes] em jogos importantes. Acho que já teve uns 11 ou 12 erros em jogos destes», frisou.