«Falei com ele [Burdisso] e pedi-lhe perdão pelo que aconteceu. Disse-lhe que sinto muito porque é algo que nunca deve suceder no Mundo do futebol. Ele aceitou as minhas desculpas e disse-me que estava tudo bem, que não me preocupasse», contou Navarro ao site do Valência.

Da mesma forma e no mesmo comunicado, o clube espanhol «quer mostrar a sua mais veemente condenação do incidente isolado que aconteceu no relvado depois do apito final do jogo e lamenta a parte de responsabilidade que lhe corresponde por alguns dos seus elementos».

A UEFA já acusou ambos Valência e Inter de conduta imprópria e também vai julgar cinco jogadores por comportamento antidesportivo grave; entre os quais os referidos Navarro e Burdisso. No próximo dia 14 é conhecida a decisão sobre o processo aberto.