Declarações de Carlos Carvalhal, treinador do Sp. Braga, na sala de imprensa do Estádio Municipal de Braga, após o empate a três na receção ao Leicester:

«Acima de tudo foi um jogo espetacular. Foi contra o primeiro classificado de há uma semana atrás do campeonato inglês. Os nossos jogadores foram fantásticos na abordagem ao jogo. A intenção era claramente vencer, fizemos uma primeira parte espetacular, o Schmewichel faz duas defesas incríveis num lance. Podíamos ter chegado com outro resultado ao intervalo, o que daria mais conforto. A segunda parte foi diferente, começámos a perder energia, temos um plantel curto, com a ausência do Gaitán não temos muitas soluções para colocar jogadores frescos no ataque. Com essa capacidade o adversário começou a encostar-nos atrás, ainda tivemos força mental para fazer o terceiro, e quando ninguém esperava chegaram ao empate. O resultado é justo, penso que com as oportunidades da primeira parte podíamos ter ficado mais confortáveis. A minha satisfação vai para lá do ponto conquistado, vai para a nossa postura. Foi uma grande propaganda para o futebol».

[Oportunidades do Braga na primeira parte fazem o resultado ser curto?] «Não posso dizer isso, o adversário também tem valor, é de elevado nível. Não jogaram vários jogadores, mas são uma equipa muito poderosa. A equipa é sempre boa. Fazer um jogo contra uma equipa destas, que na semana passada estava em primeiro lugar, olhar olhos nos olhos e ter esta capacidade e conseguir fazer golos com jogadas a furar a defesa deles, não sendo fácil, deixa-me contente. O nosso segundo golo é uma jogada planeada para este jogo em termos estratégicos. Satisfação grande ver a nossa equipa a jogar a este nível».

[Frente de ataque ao nível das melhores da Europa?] «A grande exibição foi da equipa toda. A defesa esteve bem, o meio campo e o ataque também. O Matheus esteve excelente».

[Contas do Grupo G] «O grupo parece fácil, mas é traiçoeiro. O Zorya tem fragilidades mas também tem pontos fortes. Não me surpreende a vitória frente ao AEK. Na nossa perspetiva é positivo, temos o apuramento nas mãos e o nosso objetivo é garantir o apuramento em Atenas. Temos dois jogos para o conseguir. É altura de encerrar este capítulo e abrir já o do Farense, que é já no domingo».