Cá atrás, Júlio César brilhou na baliza do Belenenses, apesar da derrota frente à Académica. João Pereira e Alonso foram apenas regulares mas beneficiaram das vitórias vistosas das respectivas equipas. Ao centro, Felipe Lopes (Nacional) e Daniel Carriço (Sporting) foram intransponíveis.

Do meio-campo para a frente, quase todos marcaram. César Peixoto, mesmo tendo ficado em branco, perante os dados oficiais, esteve nos três golos do Sp. Braga. Mariano González confirmou a reviravolta do F.C. Porto, Cléber bisou para o Nacional e Nuno Piloto deu a vitória à Académica. No ataque, Farías também picou o ponto e Orlando Sá marcou a dobraar, confirmando uma ronda muito positiva para o Sp. Braga.

Equipa da 23ª jornada

Júlio César (Belenenses), 4

João Pereira (Sp. Braga), 3

Felipe Lopes (Nacional), 4

Daniel Carriço (Sporting), 4

Alonso (Nacional), 3

Mariano González (F.C. Porto), 4

Cléber Oliveira (Nacional), 4

Nuno Piloto (Académica), 4

César Peixoto (Sp. Braga), 4

Orlando Sá (Sp. Braga), 4

Farias (F.C. Porto), 4

Como critérios de desempate, no caso de jogadores com a mesma nota, definem-se os seguintes aspectos:

1-Influência directa do jogador em causa no resultado, através da marcação de golos;

2-Pontos conseguidos pela sua equipa;

3-No caso dos defesas e dos guarda-redes, o número de golos sofridos pela sua equipa e, só depois, o número de golos marcados;

4-No caso dos médios e avançados, o número de golos marcados pela sua equipa e, só depois, o número de golos sofridos;

5-Minutos jogados;

6-Critério disciplinar;

7-Classificação das respectivas equipas