O pedido foi formulado a 17 de Março deste ano, ou seja, cerca de dez meses depois de a SAD do F.C. Porto ter sido informada da condenação (9 de Maio de 2008), quando o prazo limite imposto pelo Regulamento Disciplinar da Liga é de seis meses após a notificação.

O F.C. Porto ainda reclamou a 3 de Abril passado para o plenário da deliberação de indeferimento, mas o colectivo considerou improcedente a reclamação.