FIGURA: CLÁUDIO RAMOS SEGUROU A VITÓRIA

O internacional português foi absolutamente decisivo no triunfo do Tondela sobre o Sporting. Além de fazer três defesas de elevada dificuldade a remates de Raphinha, travou também um cabeceamento de Diaby que levava ‘selo’ de golo e foi sempre corajoso e assertivo a sair dos postes. Nada podia fazer para impedir o golo de Mathieu, que colocou incerteza no resultado até final.

MOMENTO: TOMANÉ E UMA TRIVELA QUE LEVANTOU O ESTÁDIO

Tomané apontou o quinto golo na presente edição da Liga frente ao Sporting. E que golo. Com a equipa em vantagem no marcador mas em desvantagem numérica – expulsão de Jaquité aos 50’ – o avançado levantou as bancadas do Estádio João Cardoso com um golaço. Tomané apanhou a bola já no último terço contrário, correu até à baliza de Renan e, com uma trivela, de pé direito, colocou a bola no ângulo e balançou as redes da baliza leonina, aumentando a contenda para 2-0 e levando os adeptos e o banco tondelenses à loucura.

 

FICHA DE JOGO E AO MINUTO

OUTROS DESTAQUES

Jaquité: Pepa manteve a aposta no jovem médio e também em Bruno Monteiro, juntando a estes Hélder Tavares para ‘trancar’ as investidas do meio-campo leonino. O médio viu um primeiro amarelo aos 28 minutos mas ter-se-á esquecido disso quando não evitou uma entrada dura sobre Nani, a meio campo, que lhe valeu o segundo e consequente expulsão, deixando a equipa beirã com menos um elemento com muito (40 minutos) para jogar.

Xavier: regressou ao onze após de Pepa e fez notar mais uma vez a preponderância que tem na equipa do Tondela, com a velocidade e dinâmica que imprime no ataque (ora na esquerda, ora na direita). Construi e ‘ofereceu’ o 1-0 a Juan Delgado logo a abrir a partida. Fez o mesmo aos 35’ mas Tomané viu Renan negar aquele que seria o 2-0. A abrir a 2.ª parte, cobrou um livre em zona frontal que quase deu golo, não fosse novo voo de Renan. Foi uma autêntica dor de cabeça para Bruno Gaspar ao longo de toda a partida.

Juan Delgado: o ‘baixinho’ apareceu entre os centrais do Sporting para inaugurar o marcador aos seis minutos. Terceiro golo na Liga para o avançado chileno, que também se destacou defensivamente no auxílio a David Bruno e travando as investidas de Acuña pelo lado esquerdo do ataque leonino.

Bruno Fernandes: regressou ao onze de Marcel Keizer e voltou a assumir-se como principal organizador de jogo dos leões. Algo apagado na primeira parte face à marcação e pressão do Tondela, o camisola 8 do Sporting apareceu bem mais no segundo tempo e também tentou evitar o deslize com remates de longe, sem sucesso.

Renan: tal como o colega de posto do Tondela, também o guardião leonino esteve em evidência. Foram pelo menos três defesas a remates com ‘selo’ de golo realizadas por Renan.