O dia é 4 de janeiro, o ano é 1976, o estádio é Alvalade e as equipas são Sporting e Boavista.

Muito frio, pois claro, e duas equipas com diferentes estados de alma. Os leões a viver dos despojos deixados pelo enorme Hector Yazalde, que deixara o clube meses antes, e os axadrezados potenciados pelo futebol espetáculo dirigido por José Maria Pedroto e amestrado pelo talentoso João Alves, o Luvas Pretas.

O jogo é decidido por um golo de Salvador, avançado do Boavista, aos 79 minutos, na sequência de um lançamento de... Alves, pois claro.

No banco do Sporting está um jovem de longos cabelos escuros, a fazer a primeira temporada na equipa sénior, após empréstimos a Peniche e Olhanense. Chama-se Jorge Jesus.

 

O Boavistão de Pedroto, 2º em 1975/76

Juca, treinador dos leões, olha para o lado e, a perder, arrisca. Manda lá para dentro o menino de 21 anos e abdica do mais experiente Chico Faria. Troca por troca, atacante por atacante.

Em cinco minutos, Jesus pouco ou nada faz. No final, o Boavista faz a festa. Uma festa rara, raríssima em Alvalade. Em 52 visitas ao covil do leão, para o campeonato, os axadrezados têm... uma vitória, uma só. Essa mesma, assinada na tarde em que Jorge Jesus é a última arma de Juca.

No final, após a derrota, o treinador lamenta-se da «falta de avançados com experiência». JJ merece um elogio. «Está pouco rodado, mas vai dar grande jogador.»

No final da temporada, o Boavista acaba em segundo e começa a germinar o B-O-A-V-I-S-T-Ã-O dos anos 80 e 90. O Sporting, após remodelação profunda no plantel, acaba num modestíssimo quinto lugar.

Números de Jorge Jesus na única temporada nos seniores do Sporting: 16 jogos oficiais/4 golos.

FICHA OFICIAL DO SPORTING-BOAVISTA, 0-1:

SPORTING: Vítor Damas; Inácio, Mendes, Laranjeira e Da Costa; Marinho, Valter, Nelson e Fraguito; Manuel Fernandes (Baltasar, 45) e Chico Faria (Jesus, 85).

Treinador: Juca

BOAVISTA: Botelho; Taí (Jorginho, 69), Trindade, Alberto e Mário João; Manuel Barbosa, Francisco Mário, Acácio Casimiro e Carolino; João Alves; Salvador.

Treinador: José Maria Pedroto