Petit, treinador do Marítimo, em declarações aos jornalistas após a derrota caseira contra o Aves:

«Hoje faltou tudo. Não era isto que nós queríamos. Disse, na antevisão, que tínhamos de ter vontade e qualidade e, nesses aspetos, não tivemos nada. Entrámos muito intranquilos, muito inseguros, com muitas perdas de bola e, numa dessas perdas, demos o golo do Aves, o que nos deixou ainda mais intranquilos.

Procurámos mudar ainda na primeira parte, com a saída do Gamboa e a entrada do Rodrigo Pinho, baixando o Correa e a tentar dar mais critério no jogo entrelinhas, mas não tivemos uma oportunidade de golo na primeira parte.»

«Tentámos corrigir no segundo tempo e dar mais agressividade, mais intensidade e mais qualidade na circulação de bola. A segunda parte também foi muita intranquila, com muitas paragens de jogo.»

[sobre o que há a melhorar] 

«Para uma equipa que quer mais, que quer vencer, tem de trabalhar mais e tem de ter mais qualidade no jogo. Foi muito mau este jogo. Os jogos estão cada vez mais difíceis. No jogo com o Rio Ave, podíamos ter dado o salto [na classificação] e a equipa quebrou.»

«Fomos a Chaves e fizemos um bom jogo, mas não conseguimos ganhar e hoje foi o pior jogo desde que estou aqui.»

«Uma palavra para os adeptos por terem comparecido e por nos terem apoiado, mas a equipa não soube fazer o jogo para puxar por eles. No nosso campo, temos de ser mais fortes para os adeptos terem orgulho na equipa.»